Cinco declarações que fizeram a seleção ‘queimar a língua’ na Copa

O vexame sofrido pela seleção brasileira contra a Alemanha, na última terça-feira, fez algumas declarações antigas dos integrantes da comissão técnica ganharem mais proporção. LEIA MAIS: Sete táticas de Felipão que se mostraram ultrapassadas na Copa Sete motivos da maior humilhação da seleção na história da Copa Sete erros da seleção brasileira que foram escancaradosContinuar lendo “Cinco declarações que fizeram a seleção ‘queimar a língua’ na Copa”

Publicidade

Minha estreia na Copa: jogo foi o que menos importou

Como já contei em outro post, ontem fiz a minha estreia na Copa como torcedor no Itaquerão, que foi palco do duelo entre Coreia do Sul e Belgica, pela última rodada do grupo H. E por incrível que pareça, o jogo foi o que menos importou. Os amigos que foram aos jogos da Copa antesContinuar lendo “Minha estreia na Copa: jogo foi o que menos importou”

Conheça a profissão mais ingrata da Copa

Sabe qual é a profissão mais ingrata da Copa? Já pensou em ver um jogo de dentro do campo…mas não ver? Como assim? Esse autor deve estar ficando louco, você está pensando. Pois bem. Na Copa no Brasil, vários funcionários trabalham dentro de campo. Até aí ótimo, não? Não. Muito ingrato, porque eles tem queContinuar lendo “Conheça a profissão mais ingrata da Copa”

Com palavrão e ‘só golaço’, Datena rouba a cena como narrador

José Luiz Datena está roubando a cena como narrador nesta Copa. E o perfil dele pode ser explicado pela empolgação em narrar os gols e até o palavrão que soltou durante uma transmissão. Datena nem tem entre os narradores da Bandeirantes nesta Copa a mesma importância que tem como apresentador na emissora. Provavelmente ganhou maisContinuar lendo “Com palavrão e ‘só golaço’, Datena rouba a cena como narrador”

Não vou a um jogo de Copa para gritar o nome do meu time

Ontem fui ao meu primeiro jogo de Copa. Achei uma experiência única, que prometo contar em um outro post. Mas teve algo que me incomodou: ver tantos torcedores brasileiros fazerem questão de gritar o nome do time que torcem. Desculpe, mas não vou a um jogo de Copa para gritar o nome do meu time.Continuar lendo “Não vou a um jogo de Copa para gritar o nome do meu time”

Cinco exemplos de que o brasileiro não sabe torcer na Copa

Óbvio que toda regra tem sua exceção, mas cada dia mais estou convencido de um fato: o torcedor brasileiro não sabe torcer em uma partida de Copa. E tenho exemplos para provar. Acesse a página do blog do Renan Prates no Facebook Vamos aos exemplos de como não saber torcer em um jogo de Copa:Continuar lendo “Cinco exemplos de que o brasileiro não sabe torcer na Copa”

Foi bonito ver a união de diferenças na Fan Fest. Apesar das grades

Estive neste domingo para ver um jogo na Fifa Fan Fest de São Paulo, que fica no Vale do Anhangabaú. Achei bonito ver o congraçamento de tantos povos diferentes num mesmo lugar. O único ponto negativo é o excesso de muros e grades. Eu e a minha namorada, Bárbara, decidimos ir neste domingo acompanhar oContinuar lendo “Foi bonito ver a união de diferenças na Fan Fest. Apesar das grades”

Juninho Pernambucano: um acerto da Globo como comentarista

Juninho Pernambucano foi um acerto da Globo como comentarista. Com opiniões técnicas e seriedade nos comentários, ele tem sido a principal revelação entre os nomes que surgiram na TV aberta nesta Copa. Vejo que os comentaristas de TV e rádio tem se dividido geralmente em dois perfis. Os técnicos, que são estudiosos e dão opiniõesContinuar lendo “Juninho Pernambucano: um acerto da Globo como comentarista”

Jura que ainda vai ter Brasileirão depois de uma Copa como essa?

Jura que ainda vai ter Brasileirão depois de uma Copa como essa? Só de pensar que depois do apito final no Maracanã no dia 13 de julho, a Copa acabará e passaremos a falar só de Brasileirão, bate uma depressão, admito. A Copa nem chegou ao fim da segunda rodada e, pelo menos nos meusContinuar lendo “Jura que ainda vai ter Brasileirão depois de uma Copa como essa?”

Cansei do “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”

Cansei do “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”. Não dá para ver uma torcida do meu país com tão pouco repertório na hora de torcer. Não consigo acreditar como conseguimos causar tamanha emoção na hora do hino nacional, tanto aos jogadores da seleção brasileira quanto a quem acompanha as partidas da TV e,Continuar lendo “Cansei do “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor””