Até quando falaremos de racismo no futebol?

Padrão

04out2013---arouca-durante-treinamento-do-santos-no-ct-rei-pele-1380918425589_615x300

No dia 13 do mês passado, ganhou repercussão internacional o episódio de racismo sofrido pelo volante Tinga, do Cruzeiro, na Libertadores. Entidades como a CBF e a Fifa, além da presidente Dilma, manifestaram publicamente seu repúdio sobre o fato.

Mas…o que DE FATO foi feito até agora? Nada.

E o pior: pipocam casos semelhantes no Brasil sobre este tema, a saber:

Arouca vê caso de racismo como inaceitável: “ser humano tem que evoluir”

Árbitro relata insultos racistas e depredação de carro após jogo do Gauchão

Perdão pelo desabafo, mas até quando vamos ter de falar de racismo no futebol. Repetindo a pergunta: ATÉ QUANDO?

De que adiantam hashtags do tipo “FechadoComOTinga”? Agora vocês estão “FechadosComOArouca” ou “FechadosComOÁrbitro”? E no que isso ajudará a resolver o problema?

Punições severas. Fim da impunidade. Será que é pedir muito?

Crédito da foto: Flickr/Santos FC

Relembre o post:

Fifa e CBF tem discurso bom contra o racismo. Mas e a prática?

Em tempo:

Alvo de gestos racistas, Tinga lamenta: “a gente fica muito chateado”

Veja a lista dos últimos posts no blog e das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Fifa e CBF tem discurso bom contra o racismo. Mas e a prática?

Padrão

13-fev-2014---cartaz-mostra-que-torcedores-do-cruzeiro-que-foram-ao-aeroporto-estcao-fechados-com-tinga-1392344190601_615x300

O caso deplorável de racismo envolvendo o cruzeirense Tinga na Libertadores mereceu destaque em toda a imprensa. Personalidades do mais alto calibre, como a presidente Dilma e os mandatários da Fifa e da CBF, prontamente se manifestaram contra o episódio.

“Não só como presidente da CBF, mas, sobretudo como amante do futebol, tenho o dever de repudiar essa prática absurda de racismo que continua acontecendo nos estádios. O futebol é símbolo de congraçamento, de alegria e não de demonstrações de preconceito e intolerância”, disse Marin.

“Faço coro com @dilmabr ao condenar o episódio de racismo envolvendo Tinga, do @_OficialCEC. A FIFA é contra todo ato de discriminação”, endossou Blatter.

Mas…E A PRÁTICA?

Discursos contra o racismo eu tô cansado de ouvir. Mas cadê a coragem da Fifa de obrigar a Conmebol a excluir o Garcilaso da Libertadores? Cadê a CBF para interceder a favor de Tinga e forçar a Conmebol a aplicar uma punição pesada?

Ah, alguns podem ponderar que o clube não tem nada a ver com isso. Mas os torcedores realmente sentirão as consequências dos seus atos quando perceberam que seu time não poderá disputar competições importantes por causa disso.

A punição tem que ser a mais dura possível. Até para que o exemplo seja dado, e que atos como esse não sejam mais cometidos.

E sempre é bom ressaltar: que postura elegante do Tinga durante todo o episódio. Que ele tenha a força necessária para superar isso. E que o futebol seja praticado por mais caras como ele.

Crédito da foto: Dionizio Oliveira/UOL

Vale também a leitura:

Blog do Menon: Sem hipocrisia. Somos tão racistas quanto o Real Garcilaso

Em tempo:
Acompanhe tudo sobre o Cruzeiro no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal