Pai Renan de Ogum falhou feio nos Estaduais. E no Brasileirão?

Padrão

jogadores-do-cruzeiro-dao-a-volta-olimpica-no-mineirao-e-comemoram-com-a-torcida-o-titulo-de-campeao-mineiro-em-2014-1397426704195_615x300

Em janeiro deste ano, incorporando o personagem “Pai Renan de Ogum” no blog, publiquei quem eu achava que venceria os Estaduais em oito campeonatos deste país. Frisei que era puro chute, e prometi voltar para avaliar o meu percentual de acerto.

Pois bem…acertei três dos oito campeões, menos de 50% de aproveitamento. Me dei bem com Inter, Cruzeiro e Figueirense. Me dei mal no Paulistão (chutei Palmeiras, deu Ituano), no Carioca (cravei Botafogo, deu Flamengo), no Goiano (ganhou Atlético-GO ao invés de Goiás) no Paranaense (achei que daria Coritiba, venceu o Londrina) e no Pernambucano (cravei Santa Cruz, eliminado nas semifinais).

Bom…se levar em consideração que o Paulistão, o Goiano e o Paranaense tiveram resultados surpreendentes, até que não fui tão mal assim, vai.

Siga o Blog do Renan Prates no Facebook

E o que dá pra apostar no Brasileirão? Com base em informação, nada. Com base em chute, tudo. Como o Pai Renan de Ogum está aqui para brincar de chutar, vamos lá!

Campeão: Cruzeiro
Zona da Libertadores: Inter, Grêmio e São Paulo
Rebaixados: Criciúma, Fluminense, Chapecoense e Sport

Viajei muito? Concordam? Votem em quem será o campeão na enquete abaixo!

Crédito da foto: Gualter Naves/Lightpress

Em tempo:

Confira tudo sobre o Campeonato Brasileiro no UOL Esporte

Anúncios

Considerações sobre o Campeonato Brasileiro

Padrão

confusao

Uma semana depois, com mais calma, queria usar este espaço para fazer breves considerações sobre os clubes que disputaram o Campeonato Brasileiro deste ano.

Cruzeiro: surpreendeu ao ser campeão trocando boa parte do time que disputou a temporada passada, jogando por terra a teoria de que só vence quem mantém plantel de um ano para outro

Atlético-MG: seguiu a tendência dos outros clubes de que quem prioriza a Libertadores, nunca consegue ir bem no Brasileiro. Se tivesse mais fôlego, brigaria pelo título

Corinthians: talvez a maior decepção do campeonato. Fez um segundo turno melancólico, com direito a derrota vexatória para o Náutico na última rodada

São Paulo: com a reação no segundo turno, passou a impressão de que termina bem o ano. Mas a séria ameaça de rebaixamento tem de servir de exemplo para um 2014 melhor

Santos: foi o melhor dos paulistas com uma boa margem de pontos na frente mesmo sem Neymar, o que é não é pouco. Mas faltou experiência para desequilibrar nos momentos decisivos

Fluminense e Vasco: só deram motivos para envergonhar o torcedor. Mereceram o rebaixamento com a sucessão de erros durante a temporada

Flamengo: salvou a temporada com o título da Copa do Brasil, mas fez um Brasileirão muito fraco

Botafogo: praticou por um tempo o melhor futebol do Brasil, mas morreu fisicamente durante o campeonato e caiu muito de rendimento

Grêmio: admirável trabalho de Renato Gaúcho, que implementou o futebol feio, porém eficiente, que garantiu o time na Libertadores

Inter: terminar perto da zona de rebaixamento, com o elenco que tem, é um fiasco

Atlético-PR e Goiás: fizeram grandes campanhas mesmo com elencos limitados. Vagner Mancini e Enderson Moreira merecem muitos elogios

Palmeiras: ‘nadou de braçada’ na Série B e cumpriu o objetivo do acesso com méritos

E aí, concordam? Discordam? Quero a opinião de vocês!

Crédito: Alex de Jesus/O Tempo

Confira a página do Brasileirão no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Se superar problemas internos, Fla tem chance única para salvar ano na Copa do Brasil

Padrão

Jayme

Desacreditado e seriamente ameaçado de rebaixamento após a saída do técnico Mano Menezes, o Flamengo cresceu tanto com o interino Jayme de Almeida que agora está numa situação aparentemente tranquila no Brasileirão e terá a chance única de salvar a temporada com o título da Copa do Brasil. Mas para atingir este objetivo, o time carioca terá que superar novamente seus problemas internos.

O clima no clube não é bom. Um dos principais nomes do futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe quase agrediu um dos assessores de imprensa em uma discussão no último final de semana. Mesmo sabendo da situação financeira calamitosa do time carioca, os jogadores cobraram as premiações atrasadas no sábado passado. E tudo isso perto do primeiro jogo decisivo da semifinal contra o Goiás.

Dentro de campo, apesar da baixa do goleiro Felipe, o Flamengo tem tudo para avançar para a final. O Goiás tem um time bem montado, mas é nivelado com o rival carioca, que tem a seu favor o peso da camisa e de sua torcida.

Se passar pelo Goiás, o Flamengo terá pela frente Grêmio ou Atlético-PR, que estão desgastados por conciliar a Copa do Brasil com o Brasileirão. O que faz o time carioca, mesmo tecnicamente inferior, equilibrar uma hipotética decisão com uma destas equipes.

Se for campeão da Copa do Brasil, o Flamengo salva o ano para se esquecer com um título de importância e, de quebra, se garante na Libertadores, o que significa um importante aumento nas receitas do clube. Se souber controlar o ímpeto de Walter e transformar as provocações do rival goiano em motivação, o time rubro-negro certamente se garante na próxima fase.

Para não perder o costume, faço um palpite, acho que a final será entre Flamengo e Grêmio, dois times de muita tradição no cenário nacional. Ao contrário do seu histórico diz, neste ano a Copa do Brasil não terá surpresas. Quem vencerá? Bom, aí já é tema para outro post.

Crédito da foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem

Em tempo:
Acompanhe tudo sobre o Flamengo no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Momento Pai Renan de Ogum: meus palpites para as quartas da Copa do Brasil

Padrão

Renato

No dia 18 deste mês, disse que teria um dia de Mãe Dinah e palpitaria sobre o Campeonato Brasileiro. Meu amigo Celso Paiva disse que preferia Pai Renan de Ogum, então vou obedecê-lo neste post semelhante sobre os palpites para a Copa do Brasil, que terá a disputa das quartas de final a partir desta quarta-feira.

Sem mais delongas, seguem meus prognósticos:

Corinthians x Grêmio: Acredito que será um duelo extremamente equilibrado, com dois empates e definição nos pênaltis ou no saldo de gols. Como não gosto de ficar em cima do muro, acho que dá Grêmio.

Inter x Atlético-PR: Jogo duríssimo para o Inter, que ganhará em casa e perderá fora. Definição do vencedor sairá no saldo de gols. Acho que dá Atlético-PR.

Goiás x Vasco: Goiás tem mais time que o Vasco e está melhor montado. O clube carioca tem que priorizar o Brasileirão, onde briga contra a zona de rebaixamento. Acho que dá Goiás, mas não será fácil.

Botafogo x Flamengo: Dois clubes estão em baixa e devem priorizar o Brasileirão por motivos diferentes. Mas mesmo com um time misto, o Botafogo é muito superior ao Flamengo e deve levar a melhor.

E você, concorda com os meus palpites? Dê a sua opinião!

Crédito da foto: Jefferson Bernardes/Preview.com

Em tempo:
Acompanhe tudo sobre a Copa do Brasil no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal