Sucesso feminino e fiasco masculino escancaram machismo nas análises de futebol

Padrão

As seleções feminina e masculina de futebol do Brasil se encontram em fases opostas nas Olimpíadas. Mas ao contrário do que muitos apostaram, as meninas estão dando show e os meninos colecionando fiascos. Isto cria o ‘território perfeito’ para as abordagens machistas.

A primeira delas, a mais óbvia, é dizer que Marta é melhor do que Neymar, e pedir a presença da melhor jogadora da história do futebol brasileiro na seleção masculina – como a torcida fez “em peso” no Mané Garrincha neste domingi. Como se disséssemos: “a Marta é tão boa que merece um lugar na seleção masculina”. Para entender como essa análise é machista, basta imaginarmos se o contrário aconteceria: você acha que alguém em algum momento faria algum comentário do tipo: “Neymar é tão bom que já é melhor do que a Marta?”.

Ninguém melhor definiu este assunto como a própria Marta. Resposta curta e grossa, mas precisa: “Não tem essa comparação: Marta é Marta, Neymar é Neymar”.

Sei que alguns que lerem este texto vão dizer que sou feminista, careta, chato e politicamente correto. Ou vão discordar com as seguintes indagações: “agora é proibido fazer a comparação que eu quero?” ou “vivo em um país livre, não posso dizer o que quero?”.

Antes de mais nada, quero fazer um parênteses. Não é questão de apontar o dedo para A, B ou C. Todos os dias tenho que lidar com o machismo que me foi ensinado pela “escola da vida” sem que eu quisesse. Desde o momento que o amigo que fazia mais sucesso era aquele que “tinha dado o primeiro beijo antes dos outros”, para ficar só neste exemplo. Todos os dias tenho que me policiar para não repetir frases machistas que aprendi quando não sabia o que era machismo.

À estas pessoas que me chamarão de feminista, deixo aqui o que me disse um membro da seleção feminina de futebol: “Ao invés de elogios, atacam a masculina através de nós”. Acho que faz todo sentido esta análise. Não são as meninas que estão dando show. A análise vai na linha: até as meninas, que vivem sem incentivo, conseguem dar show, e os homens, milionários, passam vergonha”.

Depois de criticarmos (merecidamente) os homens, deixo a seguinte indagação: “estamos sendo justos com as mulheres do futebol brasileiro?”.

Eu tenho certeza que não.

RECOMENDO LER ESTA OPINIÃO: Comparação Neymar x Marta é um desrespeito à jogadora

Anúncios

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s