Precisamos de mais profissionais que “pensem fora da caixa”

Padrão

Tenho pensado muito sobre a qualidade da mão de obra no Brasil recentemente. No lugar onde trabalho, lido muito com pessoas que estão na faculdade, o que me faz refletir sempre sobre esse tema. E a conclusão que chego é: precisamos de mais profissionais que “pensem fora da caixa”.

O que quero dizer com isso?

Temos um número cada vez maior de pós-graduados, formados, praticantes de cursos especializantes, mas…temos pessoas PREPARADAS para o mercado? Respondendo de forma genérica: não.

Vejo muitos casos de profissionais que se esforçam e saem entendendo tudo do que lhes foi ensinado no curso/faculdade/MBA. Mas se no mercado eles se deparam com uma situação que não foi citada nas aulas, eles “entram em parafuso”.

Precisamos de mais profissionais “safos”. Precisamos de mais pessoas no mercado de trabalho que tenham “jogo de cintura” para arranjar uma solução quando se deparam com desafios que não tem a ver diretamente com que aprenderam na faculdade.

Aliás, “jogo de cintura” é algo que se aprende na escola da vida. Por que a nova geração perdeu essa característica?

Como já disse em outro post aqui mesmo no Pulse, em momentos de crise é que surgem as oportunidades das pessoas se destacarem. E quem vai se destacar? Aquele profissional que vai trazer algo de diferente.

Fazemos parte de um mercado que é nivelado por baixo. A cultura da mediocridade impera no Brasil. O que acontece aqui? Se o outro faz melhor do que eu, o que eu faço? Ao invés de me esforçar e fazer melhor do que ele, eu tento boicotá-lo. Uber/Taxi, Operadoras/Netflix, Empresas de telefonia/Whatsapp…são inúmeros os exemplos que corroboram esta tese.

Por isso, se pudesse dar um conselho, diria sem pestanejar: tente fazer algo diferente, sem medo de errar. Ou você acha que os executivos brilhantes do mercado de trabalho nunca erraram na vida?

Texto originalmente publicado no meu perfil do Linkedin

Anúncios

2 comentários sobre “Precisamos de mais profissionais que “pensem fora da caixa”

  1. É isso aí. Preparo e experiência. Tanto ousar fazer algo diferente quanto entender a hora de mudar. Se arriscar sim, mas assumir ser capaz de fazer algo sem ter ideia é quase trair quem te oferece oportunidade. (mistiurando os assuntos, mas é isso =)

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s