Chega de desculpas, Massa

Padrão

030414---felipe-massa-chega-ao-bahrein-para-o-primeiro-dia-de-eventos-do-terceiro-gp-de-2014-da-formula-1-1396532318183_615x300

Geralmente, fazemos uma brincadeira num grupo de amigos próximos, em que chamamos um deles de “time grande”. Isto é: uma pessoa que chama a atenção das outras, que vira assunto, que faz acontecer. Fazendo um paralelo com a Fórmula 1, posso dizer sem sombra de dúvidas: Massa não é um “time grande”.

Quer entender melhor o que quero dizer? Faça uma busca no google com “Massa lamenta”, assim mesmo, entre aspas. Verá quase 30 mil ocorrências. Prova de que ele está acostumado a se lamentar, não?

Massa está na Fórmula 1 desde 2002, quando ingressou na Sauber. Passou oito temporadas na mais tradicional das equipes, a Ferrari, onde por muito tempo teve que amargar a pecha de segundo piloto de ícones do esporte como Michael Schumacher e Fernando Alonso.

Acesse a página do blog no Facebook

Teve em 2008 uma grande chance (talvez a única da carreira) de ser campeão, mas perdeu o título por praticamente uma curva para Lewis Hamilton em um dos finais mais emocionantes da história da Fórmula 1.

Neste ano, decidiu aceitar a oferta de ser o personagem principal de uma reformulação na Williams, que confia nele a missão de retomar o caminho das conquistas na Fórmula 1.

E por que um piloto que passou tanto tempo na Ferrari e tem moral na Williams não pode ser considerado “time grande”? Porque Massa, ao meu ver, é um bom piloto, mas não se comporta como um campeão. Não vejo nele o inconformismo característico no perfil dos vencedores na Fórmula 1.

E se Senna ainda estivesse vivo? Dez suposições

Todo piloto passa por momentos de falta de sorte. Isso não é um ‘privilégio’ de Massa. No ano de um dos seus títulos (2010), Vettel teve corrida em que foi tocado logo no início e caiu para o pelotão do fundo, só para citar um exemplo. Mas naquela oportunidade, o alemão teve uma ótima corrida de recuperação e terminou na zona de pontuação.

Já Massa…parece que fica esperando qual será o fato que lhe afastará do objetivo traçado para a corrida e que ele usará como desculpa da vez nas entrevistas depois da prova. A impressão é que o piloto brasileiro ficou refém disso, e por esse motivo nunca decola na categoria.

No início deste ano, criou-se uma expectativa no torcedor brasileiro de que Massa poderia dar a volta por cima como primeiro piloto da Williams. Mas até agora o que se viu foi o mesmo cenário de sempre: duas das três corridas tiveram o resultado abaixo do esperado (uma por culpa de Kobayashi, diga-se de passagem). As estatísticas, até aqui, são negativas: Bottas 2 x 1 nos treinos livres e 18 a 12 na pontuação, apesar de estar 2 x 1 para o brasileiro durante as corridas.

Não sou ingrato. Penso que o ato de rebeldia na segunda corrida contra um pedido da Williams que deixasse Bottas passar tenha sido um sinal positivo de que Massa pode mudar sua imagem de bonzinho. Esse é um bom caminho para que o brasileiro possa enfim conseguir o “algo a mais” que tanto pede o torcedor do país depois da morte de Ayrton Senna.

Crédito da foto: AP Photo/Kamran Jebreili

Em tempo:

Acompanhe tudo sobre Fórmula 1 no UOL Esporte

Leia o blog Papo de Velocidade, do grande Allan Simon

Anúncios

6 comentários sobre “Chega de desculpas, Massa

  1. José Renato Fernandes

    Só o interesse justifica a opinião de que Massa é ‘time grande’. Fora isso, esqueça.

    Andou com três campeões mundiais e pilotos muito fora de série e não conseguiu aprender nada. É muito arrogante. Basta um bom resultado para tripudiar sobre quem foi batido por ele, mas, por não ser do primeiro time, jamais terminará na frente. Aí vem o abatimento, proporcional.

    Em 2008 ele teve a chance que nenhum outro piloto na história teve de ganhar o campeonato do mundo. Alonso na Renault, Raikkonen prejudicado na Ferrari (a suspensão foi alterada na segunda metade da temporada, matando a pilotagem do Iceman e, via de consequência, as chances de um ferrarista levantar a taça) e, principalmente, Hamilton, à época um diamante ainda menos lapidado que hoje, errando muito.

    Mas ele rodou 5 vezes em Silverstone (vergonha só menor que a de Rossetti em Mônaco, em 1998), cometeu um erro infantil na Malasia e detonou seu equipamento na Hungria. E fez o que? Lamentou-se, jogando a culpa na mangueira que ficou engatada na China e na pancada do Nelsinho em Cingapura.

    Usando sua expressão, time grande na F1 são Vettel, Alonso, Kimi e Hamilton. Só. Depois pode-se dividir entre os promissores (Hulk, Bianchi, Ricciardo, Pérez, Magnussen, talvez Kvyat) e os comuns, turma em que Massa também não é o melhor (à sua frente estão Rosberg, Button, no mínimo).

    É a realidade, a menos que se tenha interesse, ainda que este seja pela simples obrigação que a maioria das pessoas se impõe para torcer por um brasileiro.

  2. Josue

    Quem disse que a batida afetou o Massa foi o Piquet, mas segundo o neurologista a batida só afetou um olho e que depois recuperou a visão e não afetou o cérebro do Massa. O próprio Massa disse que não afetou nada, é claro que ele pode estar mentindo para ganhar dinheiro. Mas os cruzamentos provam que na Ferrari Massa X Raikkonen em dois anos a briga foi parelha e que o domínio de Alonso na Ferrari sobre Massa foi semelhante ao que Alonso impôs a Raikonen na mesma Ferrari no ano de 2014.

    O que ocorreu é que em 2009 a Ferrari fez um péssimo carro coincidindo com o acidente de Massa, peguem as 8 primeiras corridas de 2008 para ver como o Massa já tinha ido muito mal, não há dúvida que a Ferrari perdeu o rumo…veja bem, todos os 4 pilotos que dirigiram a Ferrari em 2009 foram muito mal.

    Ninguém sabe porque a Ferrari decaiu tanto, alguns dizem que é por causa da descoberta de coisa “secretas” do seu carro (ver escândalos de espionagem McLarenxFerrari) a Ferrari teve que tirar aquelas coisinhas que dizem que existia desde a era Schumacher.

    Outra teoria da queda de Massa seria a do querido Fittipaldi, ele diz que Massa é muito rápido mas agressivo na pilotagem estragando componentes do carro como pneus e freios e o Émerson diz isto há mais de 4 anos, segundo ele o novo regulamento que teve a retirada do controle de tração acabou prejudicando o Massa…enquanto isto piloto muito técnicos como Alonso cresceram muito…

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s