A violência está derrotando o futebol…não só aqui

Padrão

Uma rápida olhada no noticiário esportivo dos dias 10 e 11 de março mostra o quanto o futebol está perdendo espaço para a violência:

Torcedores do CSKA armam emboscada em trem e agridem rivais na Rússia

Assistente morre após ser espancado por torcedores em Gana

Não é só no Brasil. Torcedor é pisoteado em briga de organizada argentina

Jogo do Fenerbahçe é cancelado na Turquia devido à violência no estádio

O brasileiro que acha que esta mazela é um “privilégio” só nosso está redondamente enganado. E olha que essas quatro notícias foram colhidas num curto espaço de tempo e em diferentes partes do mundo. Se aumentarmos o período para colheita de notícias e contabilizarmos os incidentes que não têm tanta repercussão, o problema ficará muito mais alarmante.

Parece claro que a intolerância das torcidas é um fenômeno cada vez mais crescente e que acontece no mundo todo. Por isso, ficam algumas perguntas:

– As autoridades não vão fazer nada?
– A Fifa vai fingir que nada está acontecendo?
– Os clubes vão se manter refém dos torcedores?
– A opinião pública vai minimizar o fato?

Não podemos deixar que a violência derrote o futebol. Alguém precisa fazer algo…para ontem.

Acompanhe tudo sobre futebol no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

2 comentários sobre “A violência está derrotando o futebol…não só aqui

  1. José Renato Fernandes

    Renan,

    A truculência sempre fez parte do mundo do futebol. Os ânimos se acirram, as pessoas se exaltam, e aquelas que têm a violência nas veias se utilizam deste ambiente como combustível para praticá-la.

    Convivo em ambiente de torcida organizada e, acredite, pra esse último tipo de torcedor, a briga é um prazer, como é pra outras pessoas andar de moto, pular de pára-quedas, etc.

    Veja, não estou defendendo ou condenando o comportamento. É apenas uma constatação.

    E se este fato não for compreendido, as ações serão ineficazes.

    Sobre o momento atual, penso que na verdade vivemos uma onda de violência no mundo, basta ver os protestos de rua, como o de ontem no Ceagesp. Na Ucrânia, na Venezuela.

    Em que os torcedores organizados briguentos são menos violentos que os justiceiros que amarram o menino ao poste? Não, a motivação não é justificativa para diferenciar os atos de violência, ambos ilegítimos.

    Enfim, a violência no futebol tem assustado mais porque o mundo está mais violento. As brigas estão mais frequentes e mais violentas.

    Se é só uma geração de jovens, não sei, mas o futebol é apenas parte disso.

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s