Se a moda pega no futebol brasileiro…

Padrão

01mai2013--presidente-do-bayern-de-munique-uli-hoeness-observa-a-vitoria-de-sua-equipe-sobre-o-barcelona-no-camp-nou-1367439095052_615x300

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, reconheceu nesta segunda que fraudou o fisco alemão em quase 20 milhões de euros durante anos.

O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, teve que abandonar o cargo após as denúncias de fraude fiscal na contratação do atacante Neymar. E mesmo após esse ato, a diretoria do time catalão tem rebolado para se explicar sobre como procedeu na negociação.

Cabe aqui um parênteses: estamos falando de dois dos maiores clubes do mundo, que formaram times hegemônicos nos últimos tempos.

Leia mais:
Presidente do Bayern admite fraude fiscal no início de julgamento

Barcelona busca acordo fiscal no qual assumiria culpa no caso Neymar

Fica a inevitável pergunta: imagina se a moda pega no Brasil? Se a justiça brasileira fosse mais severa e descobrisse quem comanda os clubes nacionais e é fraudador nesta função?

Me arrisco a dizer que não sobraria ninguém para contar história…

Mas como tanto a justiça quanto os governos são coniventes, os nossos presidentes ainda encontram espaço para choramingar que é difícil comandar os clubes com tanta dívida para pagar.

Crédito da foto:

Em tempo:
Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s