Eles são humanos: o choro de Pelé e Cristiano Ronaldo

Padrão

cr7

Ricos, bem sucedidos, craques, ídolos de seus países. Cada um a seu tempo. Pelé e Cristiano Ronaldo não são contemporâneos no futebol mundial, mas ambos já possuem uma trajetória de sucesso no esporte mais famoso do mundo.

Somos levados a pensar que pessoas como os dois não se emocionam mais com nada, de tão acostumados que estão a ganhar títulos e premiações individuais. Mas o que aconteceu ontem em Zurique prova justamente o contrário.

Pelé e Cristiano Ronaldo surpreenderam o mundo e emocionaram os fãs de futebol ao não disfarçar o choro com as merecidas premiações que receberam da Fifa – o primeiro recebeu a Bola de Ouro honorária, e o segundo recebeu a Bola de Ouro 2013.

A calorosa salva de palmas que Pelé recebeu da plateia, que o saudou de pé por minutos, emocionou o Rei do Futebol, que no discurso conseguiu dimensionar com exatidão o que o momento representava para ele, único tricampeão mundial de seleções na história, só para citar um dos seus feitos. “Agora posso dizer que completei minha coleção de troféus”, disse.

Já o choro de Cristiano Ronaldo representou o alívio de quem precisava voltar a ganhar este troféu para provar aos descrentes de que ele está no mesmo nível de Messi. E serviu também para mostrar que, por trás da marra e da aparente arrogância, está um jogador humano. E isto tem que ser valorizado.

Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Em tempo:
Pelé, o Rei que me mostrou ser solícito com seus fãs

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

6 comentários sobre “Eles são humanos: o choro de Pelé e Cristiano Ronaldo

  1. Dia desses um corintiano me perturbou até encher os pacovas, descendo o pau no Pelé, desmerecendo seus feitos e do Santos FC. Dizia que o futebol de antigamente era lento e sem competitividade e que, portanto, ficava fácil. E que se fosse hoje, queria ver…
    Pois bem! Respondi pra ele que os tempos eram outros, para todos os times, não só para o Santos e, se era fácil, por que o time dele não havia conquistado tanto quanto o Glorioso Praiano?
    Me chamou de “viúva do Pelé”! Retruquei: se sou viúva do Pelé de cuja lembrança foi você que colocou à baila, por que é que você insiste em falar dos 27 títulos no (campeonato) Paulista que vocês tem (com méritos, creio), mesmo tendo sido desclassificados na fase inicial deste que você mesmo acaba de chamar de “paulistinha” e campeonato sem importância?

    Olha, eu aceito falar de meu time, entendo que é despeito de torcedor que viu seu time perder. Normal.
    Agora, não reconhecer os feitos e méritos do Pelé é ser, pra dizer o mínimo, um péssimo ser humano.
    O cara, esse tal de Edson Arantes do Nascimento, já cansou de dar exemplos de humildade; de paciência tanto para fãs afoitos, quanto para as incontáveis pancadas que recebeu em campo; de dedicação, ao chegar sempre em primeiro e sair por último, nos treinos; de ombridade, ao aceitar coisas, às vezes, chulas e fingir que não ouviu ou viu (como as inúmeras injúrias públicas feitas desde sempre contra si)… Enfim, obrigado por sua lisura e bom texto, Renan Prates.

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s