Mano Menezes é um treinador limitado ou está numa maré de azar?

Padrão

Mano

Mano Menezes se tornou um técnico de ponta no futebol brasileiro aos 48 anos, quando foi alçado ao posto de técnico da seleção brasileira. Chegou referendado por uma sequência de dois bons trabalhos: no Grêmio e no Corinthians.

Os dois trabalhos que executou tiveram semelhanças, pois foram de reconstrução. Mano assumiu o Grêmio em 2005 que tinha acabado de cair para a Série B e enfrentava a pior crise de sua história. Ele conseguiu fazer o clube gaúcho retornar para a Série A de forma épica, em um jogo contra o Náutico que ficou conhecido como a Batalha dos Aflitos. O técnico conquistou também dois Estaduais pelo clube.

Coube a Mano iniciar o mesmo processo de reconstrução no Corinthians em 2008. O treinador conseguiu subir para a Série A com muito mais facilidade do que com o Grêmio. Ajudado pela vinda de Ronaldo Fenômeno, Mano conquistou no Timão um Paulistão e uma Copa do Brasil.

Com a recusa de Muricy Ramalho em 2010, Mano foi escolhido para a difícil missão de renovar a seleção brasileira, bastante questionada após o fracasso na Copa de 2010. Quando estava enfim obtendo resultados, foi demitido. No seu lugar, entrou Felipão, e o desempenho do Brasil melhorou consideravelmente, a ponto de conquistar a Copa das Confederações após um baile na atual campeão mundial Espanha na final.

Depois de um tempo parado e do seu projeto de assumir um clube na Europa não vingar, Mano aceitou o desafio de comandar o Flamengo. Mas por motivos até agora pouco explicados, ele decidiu pedir demissão do clube de maior torcida no país, que sofria um considerável risco de cair de divisão. O que aconteceu depois disso, todos já sabem: assumiu um desacreditado Jayme de Almeida, que deu jeito no time limitado que o Rubro-Negro carioca possui e quase não corre risco de ir para a Série B.

A situação ainda é melhor porque o Flamengo está na final da Copa do Brasil. Ou seja: pela segunda vez seguida, um time melhora consideravelmente de rendimento após a saída de Mano Menezes. A pergunta inevitável que fica é: Mano é um treinador limitado ou está com falta de sorte?

Ainda acho Mano um bom treinador. Fez dois bons trabalhos que referendam a minha tese. Penso que ele assumiu dois times que não encaixaram com a sua filosofia de trabalho. Mas Mano tem que tomar cuidado, escolher um projeto bom para aceitar e voltar a emplacar um bom desempenho. Porque o status de técnico top, para mim, ele não tem mais.

Crédito da foto: Pedro Ivo Almeida/UOL

Em tempo:
Leia as notícias na página do Flamengo no UOL Esporte

Acompanhe tudo sobre a seleção brasileira no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s