Bom Senso FC poderia servir de exemplo para classes desunidas como a dos jornalistas

Padrão

Bom Senso

Ganhou eco na mídia brasileira o Bom Senso FC, movimento idealizado por lideranças entre os principais jogadores do país e que agora amealha cada vez mais adeptos. Eles tentam interceder junto à CBF e Globo por melhorias no futebol brasileiro. Se uma classe antes desunida como a dos boleiros consegue, enfim, reivindicar pelos seus direitos, por que profissionais esclarecidos como nós jornalistas não conseguimos fazer o mesmo?

Pensando…pensando…pensando… em respostas para esta pergunta, acho que cheguei a um caminho. O jornalista tem um quê de masoquista, como se estivesse atado a um destino de sofrer por um ideal, uma missão. Como se as dificuldades fossem inerentes a profissão e, por isso, a solução era ter sido mais esperto na hora de escolher a faculdade certa, não agora já formado. O medo de perder o emprego também influencia, porque o mercado está cada vez mais limitado. Ou seja: nada é ruim que não possa ficar pior.

Outro fator complicador é que o jornalista, em linhas gerais, é um ser egoísta e individualista, e por isso não se vê como classe. Geralmente é um profissional que se une com os demais apenas na indignação por alguma demissão injusta deste ou aquele colega, mas a união costuma se resumir a desabafos compartilhados nas redes sociais.

Não estou aqui defendendo um motim generalizado “contra as empresas escravizadoras da mão de obra jornalística brasileira”. O que proponho é um exercício para percebermos que se até alguns jogadores que ganham milhares de reais de salário por mês resolveram deixar a inércia e a letargia de lado a fim de buscar melhorias nas condições de trabalho com propostas bem razoáveis, por que nós, que no geral ganhamos muito menos, não podemos fazer o mesmo na base do diálogo? O bom exemplo às vezes pode vir de onde a gente menos espera.

Crédito da foto: Divulgação/Bom Senso FC

Em tempo:
Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s