Ronaldinho Gaúcho: o craque que quase sempre faz menos do que se espera dele

Padrão

Ronaldinho

Ronaldinho Gaúcho é um craque. Isso é inegável. Mas cada dia mais tenho a certeza de que se trata de um jogador que, até por essa condição que possui, sempre faz menos que se espera dele. Dentro e fora dos gramados.

O que se espera de um jogador da envergadura dele entre os que atuam no futebol brasileiro em relação ao movimento dos atletas chamado Bom Senso FC? Que ele seja um dos líderes, não? Ou é esperar muito de Ronaldinho Gaúcho? E este é apenas um exemplo mais recente para ilustrar o título deste post.

Ronaldinho encantou o Brasil e os fãs sul-americanos ao comandar a campanha impressionante do Atlético-MG na primeira fase da Libertadores. O que se esperava dele na fase decisiva? Oras, que ele fosse o principal jogador do time, não? Mas foi campeão da competição como coadjuvante de Jô e Diego Tardelli.

Voltando um pouco no tempo. Ronaldinho Gaúcho chegou com pompas de ser uma das maiores contratações da história do Flamengo em 2011. Ganhou um Carioca logo de cara e aumentou ainda mais as esperanças do seu torcedor. Mas aí…Se envolveu em brigas com o então técnico Luxemburgo, passou a se deslumbrar com a noite carioca e acabou rompendo contrato.

Ronaldinho Gaúcho teve um período brilhante no Barcelona. Foi eleito melhor jogador do mundo, tinha a Europa a seus pés. Ganhou a Liga dos Campeões em 2006 e enfrentaria o Inter na final. Todos logo pensaram: ah, é barbada. Será goleada do Barça e Ronaldinho ganhará o prêmio de melhor jogador. O que aconteceu? O meia pouco fez em campo e foi ofuscado pelo gol de nada menos que ADRIANO GABIRU.

Em 2006, Ronaldinho também teve uma performance decepcionante na Copa do Mundo, quando muito se esperava dele. Mundial, aliás, não é seu ponto forte: ele foi coadjuvante de Ronaldo e Rivaldo no título de 2002 ao invés de ter um desempenho acima da média.

Não estou escrevendo este post para defender a tese de que Ronaldinho é um ‘enganador’. Como disse no início do post, ele é um craque. Mas por ser um jogador muito acima da média, acaba sendo cobrado por isso. E quase sempre acaba sentindo o peso de tanta cobrança ao fazer menos do que se espera, dentro e fora de campo.

Em dezembro, o Atlético-MG jogará a maior competição da sua história em Marrocos: o Mundial de Clubes. E Ronaldinho corre contra o tempo para poder se recuperar de contusão e jogar. Será uma boa oportunidade para provar que estou enganado.

Crédito da foto: Bruno Cantini/site oficial do Atlético-MG

Em tempo:
Acompanhe tudo sobre o Atlético-MG no UOL Esporte

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal

Anúncios

2 comentários sobre “Ronaldinho Gaúcho: o craque que quase sempre faz menos do que se espera dele

  1. Mesmo na final da Champions ele ja nao correspondeu… Chamar a responsabilidade nao e a dele… Nunca fi e nao e agora, no fim da carreira, que fara isso…

    Em resumo, acho que ele faz menos do que se espera dele porque esperam mais do que ele realmente e. Nao estou falando que ele nao e craque ou enganador, como vc pontuou, mas definitivamente lideranca nao seja o seu forte.

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s