Lyoto precisa abandonar a cautela no UFC

Padrão

Lyoto

Lyoto é uma figura única no UFC não só por ser adepto da urinoterapia. Ele é um caso a parte por conseguir alternar nocautes empolgantes e dominantes, como fez na vitória contra o ex-campeão Rashad Evans, com lutas capazes de dar sono aos menos fãs de MMA pela cautela extrema e a tática de buscar o erro do adversário.

Com quatro derrotas nas últimas sete lutas, duas por nocaute e duas por decisão (polêmica) dos juízes, Lyoto precisa repensar o seu estilo de lutar. Ele reclama, talvez com razão, que merecia a vitória contra Phil Davis no UFC Rio 4 porque conectou mais golpes. Mas será que não lhe passa na cabeça que justamente pelo fato de não ter sido dominante e não ter procurado “matar” a luta, não tenha dado margem para que os juízes interpretarem errado?

Lutador na categoria dos médios do UFC, o brasileiro Ronaldo Jacaré deu uma opinião em entrevista recente para o site da ESPN.com.br que achava que Lyoto deveria “se impor mais”. Concordo com ele.

Como Lyoto joga no erro do adversário. Se o rival não erra, a luta fica muito estudada na visão dos críticos e chata para os fãs. Os detalhes passam a fazer muita diferença, e muitas vezes esses detalhes são interpretativos. Contra Davis, os árbitros consideraram que as quedas que o norte-americano proporcionou valeram mais pontos que os socos que o brasileiro conectou.

Poderiam ter considerado o contrário, o que diga-se de passagem era válido, mas não fizeram. E isso aconteceu porque Lyoto não foi dominante o suficiente para nocautear/finalizar Davis, mesmo estando muito acima do rival do ranking dos meio-pesados do UFC.

Para ilustrar melhor o que quero dizer, fico com uma frase do chefão Dana White no Twitter sobre a luta entre Lyoto e Davis logo após o combate: “Uau!!! Eu dei vitória do Machida nos três rounds, mas é isso o que acontece quando você deixa (a decisão) para os jurados”.

Se quer voltar a ser campeão, Lyoto precisa voltar a ser dominante. E deixar de ser tão cauteloso me parece ser um bom caminho.

Crédito da foto: Alexandre Loureiro/inovafoto

Em tempo:
Acompanhe tudo sobre MMA no UOL Esporte:

Confira o Blog Na Grade do MMA, do meu amigo Jorge Corrêa:

Veja a lista das matérias que fiz pelo UOL na minha página pessoal:

Anúncios

Gostou do texto? Achou ruim? Dê sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s